OrienteMe escolhida como Start-Up de Bem-Estar e Saúde Mental.

A OrienteMe foi escolhida, entre mais de 10.085 analisadas, para estar presente no estudo feito pelo Liga Ventures na categoria de start-ups de bem- estar físico e mental.

“O estudo tem como objetivo compreender como a área de saúde está inovando e de que forma as Health Techs estão sendo desenvolvidas e aplicadas no Brasil.

Em 2015, o consumo de bens e serviços no setor de saúde atingiu R$ 546 bilhões, valor que representa 9,1% do PIB (Produto Interno Bruto) brasileiro, segundo informações do IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) contidas na Conta-Satélite de Saúde Brasil e publicadas no portal Agência Brasil. Do montante, R$ 231 bilhões foram referentes às despesas governamentais, enquanto que R$ 315 bilhões corresponderam a despesas familiares e de instituições prestadoras de serviço. Ainda de acordo com a pesquisa, a participação do setor no PIB aumentou entre 2010 e 2015: de 6,1% de participação para 7,3%, respectivamente. De acordo com um estudo publicado no The Lancet, importante periódico científico – no qual foram feitas projeções de gastos em saúde para 2040, em mais de 180 países -, as despesas brasileiras no setor representarão 11% do PIB.

Dentro do setor, a tecnologia e modelos digitais têm sido adotados no mercado ao redor do mundo, com os focos de reduzir os custos da área da saúde e ajudar na construção do futuro deste mercado. Simultaneamente aos esforços feitos pelos players deste mercado, os custos continuam crescendo: conforme relatório da PwC (PricewaterhouseCoopers’), os custos para tratar um paciente aumentariam 6,5% em 2017 em relação ao ano anterior. As oportunidades de avanços tecnológicos na saúde são imensas. Uma reportagem do Wall Street.com, por exemplo, aponta que a tecnologia é, provavelmente, o maior mercado a seguir na indústria de Saúde.

Segundo a OMS (Organização Mundial da Saúde), as tecnologias de saúde podem ser definidas como o conjunto de conhecimentos e competências em formato de dispositivos, procedimentos e sistemas, desenvolvidos para solucionar problemas de saúde e prover melhorias na qualidade de vida. As healthtechs, que são startups e negócios que apresentam inovações tecnológicas para o setor, têm um papel importante no surgimento dessas tecnologias voltadas para a área de saúde.

No Brasil, a população também tem se interessado por novas alternativas no acesso à saúde. Com a crise econômico-financeira que obrigou os brasileiros a cortarem gastos, passaram a ser consideradas outras opções para o plano de saúde.”

A OrienteMe acredita que a área da saúde pode e deve se adequar as inovações tecnológicas. A evolução da tecnologia pode ajudar a população e entidades em diversas formas, desde otimização de gastos e processos quanto na capacidade de alcance e qualidade. No OrienteMe, a tecnologia pôde quebrar várias barreiras do acesso à terapia no Brasil, seja ela por estigma, por acesso ou até preço. Na OrienteMe é possível acessar um terapeuta através do app ou site, permanecendo anônimo e custando menos do que a metade do preço sugerido para terapia presencial. Um dado muito interessante é que mais do que 75% das pessoas que passaram pela OrienteMe nunca haviam feito terapia na vida.

Fonte: Liga Ventures e OrienteMe